Dentinhos

O Colar de Âmbar nos Bebês

8/01/2014

Olá Mamães! Recebi ontem meu exemplar da revista Crescer e já me deparei com um assunto bem polêmico, o qual será discutido por aqui:

COLAR DE ÂMBAR

Esse colar, que parece muitas cápsulas de ômega 3 unidas por um cordão, virou febre entre muitas mamães, desde que a filha da Gisele Bundchen, Vivian Lake, apareceu em algumas fotos com ele em seu pescoço. 

Eu já havia lido sobre ele e nada me despertou curiosidade em comprar, porque sou da seguinte opinião

Nascer dentes faz parte da evolução de um homem, doer, dar febre, coçar, rasgar...também faz. Dormir bem agora porque os dentes não doem não significa que seu bebê sempre dormirá bem todos os dias. Não tenho nada contra quem usa e adora. Mas parece que as mães de hoje em dia querem fazer de tudo para evitar o sofrimento de seus filhos, impedindo que eles passem e vençam sozinhos pelas fases naturais ou obstáculos da vida. (Daniela Oliva Roma)

Voltando ao colar, minha função é informá-las...trecho retirado da revista Crescer Agosto/2014:

"O âmbar é uma resina vegetal que se tornou fóssil há aproximadamente 50 milhões de anos e é encontrada principalmente na região dos Bálticos (as propriedades do colar só valem se as pedras forem dessa área). Nele se encontra o ácido succínico (estudos afirmam que esse composto químico fortalece o sistema imunológico, estimula o sistema nervoso e melhora a atividade metabólica)."

Como identificar que o Colar de âmbar é verdadeiro?
O colar em contato com a pele do bebê, as pedras se aquecem e liberam quantidades minúsculas do ácido succínico no corpo, que alivia dores e desconfortos como inchaço da gengiva e febre.

Mais dicas de autenticidade:
  • Coloque uma ou duas gotas de acetona ou álcool em uma das pedras do colar. Se ficar viscosa, pegajosa ou alterar a cor, não é âmbar
  • Misture uma parte de sal com duas de água e dissolva. Coloque uma peça de âmbar: se boiar, é verdadeira
  • Existem imitações de vidro, que ficam frias em contato com a pele. Essas são falsas.
Se você mamãe usa e recomenda, quem sou eu para falar que sim ou que não. Como tudo tem sempre os dois lados, vou colocar aqui o que a Associação Brasileira de Odontopediatria diz sobre o assunto:

"Segundo Paulo César Rédua, presidente da ABO (Associação Brasileira de Odontopediatria), não existe nenhuma evidência científica sobre a eficácia do uso desse colar. "Cerca de 70% dos bebês passam por problemas na fase da primeira dentição e, apesar de o colar de âmbar ser um mito antigo, ainda não há nenhum estudo sobre ele. A ABO não recomenda", afirmou. (trecho retirado deste link aqui)

O que a Associação recomenda é que o pediatra prescreva analgésicos e anti-inflamatórios para o bebê. Para quem se recusa a dar medicamentos desde cedo vai uma dica natural: Uma prima do meu marido leva seu bebê à um pediatra homeopata e ele prescreveu dar: Talos de Salsão e de Erva Doce. É necessário lavá-los e cortá-los em pedaços grandes para que seu bebê mastigue e não engula. Ela disse que super acalma.

Com o Rafi eu passo NenêDent (Tem pediatras ou dentistas que não aconselham, porque dizem que quando o bebê engole esse gel, pode ocorrer deficiência na respiração ou quando os bebês engolem). Nasceram os dois dentinhos e parece que está começando a rasgar um de cima. <3 Também usei Alivium ou Tylenol Baby. Mas SEMPRE siga as recomendações do pediatra do seu filho. (Falo isso porque alguém pode vir aqui, ler, usar e causar alguma reação alérgica no seu baby e me culpar ainda rs).

Assim que o Rafi ficar irritado novamente farei o teste do homeopata. Voltando ao assunto do Âmbar, se você mamãe for usar na sua cria, preste atenção às medidas de segurança a seguir: (retirado da revista crescer)
  • O fio deve ter um nó entre cada conta. Assim, em caso de ruptura, apenas uma cai.
  • O colar deve ter até 15cm  para não ficar apertado nem frouxo, evitando o risco de estrangulamento.
  • Na hora do banho é recomendado retirar o colar para que não haja desgaste do cordão
  • O fecho precisa ser de rosquear para que o bebê não consiga abrir
  • Na hora de dormir também não é permitido ficar no pescoço do bebê.
A alternativa de usar o colar na hora do sono do bebê é colocá-lo no tornozelo do bebê, dando duas voltas. E sempre acompanhe de perto seu bebê quando ele estiver usando o colar, para notar suas reações, se ele se sente incomodado, se ele fica tentando tirar, puxar..ou se ele se adaptou.

Sendo crença ou moda, continuarei sem o colar de âmbar. E vocês mamães? Compraram, usaram em seus babies, deu certo, não deu certo...me contem!!!!! Espero que esse post tenha ajudado muitas mamães sobre o assunto. Beijinhos e um ótimo final de semana.

Você vai gostar

0 comentários

Me encontre nas Redes Sociais