Como usar o Repelente Corretamente

Vai dizer que essa dúvida nunca passou por sua cabeça? Enquanto pensávamos apenas em nós, era de qualquer jeito. Quando nossos filhos nascem, ficamos perdidas por instinto, não sabendo o que usar primeiro no corpo deles. E essa era uma dúvida minha, pois fomos várias vezes para o campo com piscina, e tinha que passar protetor e repelente juntos.

No site do programa Bem Estar eu encontrei minha resposta:

O Repelente deve ser passado depois do protetor solar ou hidratante.

Eu não iria ligar para o pediatra dele para questionar isso. Acho que como é um assunto de grande demanda, principalmente por causa da Dengue, o Google está aí para isso. E falando em Dengue, o repelente precisa ter icaridina para combatê-la e ser reforçado a cada quatro horas. Se entrar na piscina antes das quatro horas, passe novamente. E não apenas nos bebês, mas em todas nós.

Em contrapartida, o senhor Google também diz que não devemos usar os repelentes prontos (vendidos em supermercados, farmácias e afins) em nossos filhos antes dos 2 anos. Existe uma receita caseira que ainda não fiz, pois o repelente infantil sempre deu conta do recado e meu filho não teve alergias usando. Na verdade ele é alérgico à picadas de insetos, qualquer uma. A pele fica com uma bola grande e inchada, ressecada e avermelhada. Eu e meu marido também somos alérgicos a picadas de insetos, mas atualmente, a alergia se dá de outras consequências.

Nós aqui em casa usamos os repelentes abaixo:
Eles dão conta do recado e o cheiro do Off kids é maravilhoso, de sorvete de uva. Quero saber a opinião de vocês: São contra usar repelentes nos pequenos antes dos 2 anos? Esse Off Kids tem Icaridina e é um preço justo né mamães/papais?

E também o Rafi tomou complexo B, sendo 1 gota/kilo com um pouco de água, antes do almoço e jantar por uns 3 meses. Neste período não usei repelente e meu filho não foi picado por nada, mesmo no campo. 

Daniela Oliva Roma

Nenhum comentário:

Postar um comentário