chupeta

Chupeta: A hora do ADEUS

12/18/2017

Antes de ficar grávida quando eu via alguma criança grande na rua com chupeta pensava: Nossa meu filho não vai usar nessa idade (imaginando que a criança tivesse uns 3 anos). E por essa cisma minha, eu tirei a chupeta do meu filho com 1 ano e 11 meses, antes dele completar 2 anos inteiros.

Mas por que Dani? "Chupeta acalma, chupeta ajuda a dormir, chupeta é bom, sua mãe deixou você chupar chupeta até 3 anos e blabláblá".

 Eu devo ser então uma ET, pois penso diferente de toda a minha família. A chupeta pode ser boa na fase nos dentinhos, o que foi um alivio, para dormir sozinho no berço (leia aqui quando ele passou a dormir a noite toda), mas tem uma hora que a criança precisa ser segura de si e conseguir vencer os obstáculos sem ter um step ajudando, ou seja, se acalmar sozinha, dormir sem o estímulo da chupeta, entre outros assuntos.

O método que vou compartilhar com vocês neste post é do pediatra do Rafi, que você pode obter tanto em uma consulta quanto comprar livros dele (vai estar escrito lá).

1º Passo: Se a criança utiliza a chupeta ao longo do dia, comece retirando enquanto ela estiver acordada. No caso do meu filho, ele estava usando apenas para dormir, então na soneca da tarde eu o coloquei no berço sem a chupeta e confesso que rolou um stress geral, o que já era esperado. Ele chorou por MUITOS minutos, mas após 35 deles dormiu.

2º Passo: No mesmo dia, porém no horário de dormir à noite, a chupeta foi oferecida. Ele pegou imediatamente. No segundo dia, soneca à tarde sem chupeta e longos minutos de choro. Já de noite, também ofereci a chupeta e ela foi secamente agarrada.

3º Passo: No terceiro dia na soneca da tarde, chorou bem menos, mas parecia que ele não estava querendo se acostumar. Pensei que não conseguiria colocar ele pra dormir de noite sem a chupeta. Mas acreditem, alguma mágica aconteceu. Na hora do sono noturno, fiz a rotina de sempre e o deitei no berço. Não ofereci a chupeta e ele sem chorar dormiu. Fiquei tão orgulhosa que vocês não fazem ideia.

E mais uma vez o método do Dr Henrique Klajner deu certo, indo contra todos os livros (não os dele), pediatras psicólogos, familiares, amigos e palpiteiros. Atualmente meu filho tem 4 anos e você pode acompanhar ele no meu Instagram @daniolivaroma

Você vai gostar

0 comentários

Me encontre nas Redes Sociais